terça-feira, 6 de setembro de 2011

Luto na PM

      É com pesar que pela quarta vez em menos de um mês presenciamos mais um policial perder a vida, fatos  que nos deixam severamente preocupados.        
                  O policial militar, Cabo PM Francisco Osmar dos Santos lotado na Companhia Independente de  Policiamento de Guardas foi assassinado em tiroteio em frente à agência do Banco do Brasil de Parnamirim quando tentava reagir a um covarde assalto.
         Todos nós que fazemos a CIPGD, local de trabalho do Cabo PM Francisco Osmar dos Santos, estamos quedados de luto por sua triste partida e damos as nossas condolências  a todos os familiares e amigos do Cb PM Osmar.
         Policial exemplar, ciente de seus deveres e um grande batalhador pela vida. Perde-a de forma vil, quando tentava evitar o que seria um violento assalto. Infelizmente tombou.
          Além do PM Francisco Osmar, um outro PM também foi atingido mas logo ficou fora de perigo, bem como um cidadão civil que sofreu ferimentos, todavia, não sendo muito graves. 
           Também o assaltante alvejado passou por procedimentos e está fora de perigo, o que passa a ser um alento para os policiais que estão no afã de que se faça justiça, pois a partir deste meliante, chega-se ao restante da quadrilha.

2 comentários:

João Batista da Silva disse...

É meu caro Major!!!
Até quando e, quantas vidas mais teremos que perder, para que os profissionais de segurança pública, quer sejam civis ou militares, precisem trabalhar nas horas de folga para complementarem sua renda?
Numa outra perspectiva, é que esse free time, necessariamente, deveria ser despendido com outras que repusessem a fadiga e stress, como fora publicada em matéria do DN, em meados do anos passado e postado, nesta data, no blog do Cb Heronildes http://www.heronidesmangabeirajr.com/.
Um forte abraço!! E adsumus!!!

Mairton Dantas Castelo Branco disse...

Concordo, amigo meu! È preciso que o poder público abra dos olhos para a questão. São centenas de policiais militares, civis e outros servidores complementando renda com serviços por fora. É preciso mais dignidade e oportunidades para que o agente publico de segurança não precise se sujeitar a serviços como este.

Pesquisar este blog

Artigos

Gestão do Blog

Minha foto
Militar Estadual - Estudante de Direito - Área da segurança pública.